Fala Radizeiros e Radizeiras, tudo bem com vocês?

Na nossa série de boas práticas para conexão com banco de dados, você tem visto a praticidade e flexibilidade no uso desses padrões.

Com toda certeza você deve ter percebido o quanto isso irá lhe ajudar no desacoplamento dos seus projetos.

Deixando seu projeto o mais desacoplado, dando a possibilidade de receber atualizações sem ter que mudar todo o projeto.

Quando trabalhamos com as boas práticas reduzimos muito nosso retrabalho.

Você tem visto em posts anteriores como é criar uma classe de conexão, e uma classe de query.

Agora para que sua conexão receba os parâmetros precisamos setar esses valores para que possamos ter uma conexão completa.

Dentro de nossa classe de conexão iremos precisar dos parâmetros para que essa conexão possa funcionar.

Vamos acessar o componente de conexão, onde podemos observar diversos parâmetros a serem passados para que possa funcionar.

Observe que temos diversos parâmetros a serem passados para que possamos ter acesso ao banco de dados.

No meu caso estou utilizando o SQLite, mas existem inúmeros parâmetros a serem passados para outros bancos de dados.

Então vamos a nossa classe de conexão, e passar esses parâmetros.

Nós podemos criar esses parâmetros dentro de nossa classe de conexão, ou criar um objeto de fora para poder receber esses parâmetros de conexão.

Mas para não complicar muito aqui para vocês, irei setar esses parâmetros diretamente de dentro de nossa classe de conexão.

Como aqui no blog o intuito é facilitar a vida de vocês, é simplesmente fazer algo que você já possa sair utilizando.

Então eu vou colocar dentro do próprio componente de conexão as informações de conexões.

Mas lembre-se que isso não é uma regra, isso é uma exceção que estou fazendo aqui para vocês.

constructor TModelConexaoFiredac.Create;
begin
FConexao := TFDConnection.Create(nil);
FConexao.DriverName := 'SQLite';
FConexao.Params.Database := '../../SimpleProject.db3';
FConexao.Params.Add('LockingMode=Normal');
FConexao.Connected := true;
end;

Observe no código acima que estou dentro do create da classe de conexão.

Dessa forma, quando alguém criar essa classe, ela irá criar o objeto de conexão, irá configurar, e logo em seguida ele irá conectar ao banco de dados configurado.

Agora para que possamos ver se realmente está funcionando nosso projeto, irei remover todos os componentes do Firedac da view e irei deixar somente o DataSource com o DBGrid.

Irei colocar um botão na tela para que possamos realizar a conexão ao banco de dados.

procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject);
begin
TModelConexaoFiredac.New;
end;

Observe que ao clicar no botão ele chama o método New, onde ele irá instâncias nossa conexão já com os parâmetros.

Desta forma já temos uma conexão funcionando, dando a possibilidade de acessar os dados posteriormente.

De forma prática e simples já temos uma conexão ativa em nosso projeto.

Esse é mais um conteúdo exclusivo do nosso Clube dos programadores Delphi, e se você ainda não conhece, ou não faz parte, basta acessar o link abaixo e saber mais do maior acervo de conteúdo Delphi da atualidade.

E caso você tem interesse de conhecer mais sobre Boas Práticas para conexão de dados acesse o nosso portal do CLUBE DE PROGRAMADORES EM DELPHI.

Você não terá só conteúdos relacionados ao Boas Práticas para conexão de dados, mas uma quantidade enorme de conteúdos que poderá lhe ajudar muito no seu dia a dia, é uma verdadeira NETFLIX para os programadores Delphi.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE O CLUBE DOS PROGRAMADORES DELPHI